Estridor

Meu bebê faz um ruído, isso é normal?

Estridor é um ruído emitido pela passagem do ar quando temos qualquer estreitamento nas Vias Aéreas – laringe e/ou traquéia.

 

O estridor é um sintoma que SEMPRE necessita avaliação para o adequado diagnóstico.  Inicialmente o exame físico e a videonasofibroscopia,  já podem permitir um diagnostico em grande parte dos casos.

 

Em alguns casos podem ser necessário um exame sob anestesia para avaliar abaixo das pregas vocais que é a videolaringotraqueobroncoscopia.   Importante reforçar que o estridor é apenas um sintoma e nem sempre trata-se de uma laringomalácia (causa congênita mais comum de estridor).

 

Qualquer ruído respiratório, sobretudo num recém-nascido, merece atenção e só o especialista (Otorrino Pediatra) vai conseguir diferenciar se realmente o ruído é um estridor.

 

O diagnóstico  da causa deste ruído, SEMPRE é necessário,  mesmo que este possa melhorar sem nenhum tipo de intervenção.

 

Não é possível afirmar um diagnóstico como da laringomalácia, se este bebê nunca fez um exame de videonasofibroscopia para visualizar se apresenta alterações na laringe.  Embora grande parte dos estridores possam ter uma evolução benigna,  podem também ser uma patologia (doença), que se não tratada adequadamente, pode colocar o seu bebê em risco.

 

Procure um Otorrino Pediatra para ter um diagnóstico e tratamento adequado.

 

 

Laringomalácia: você sabe o que é?

A Laringomalácia é a principal causa de estridor no lactante e é a anomalia congênita mais comum da laringe. Comumente, tem curso benigno e resolução espontânea dos sintomas.

 

O principal sintoma é o estridor inspiratório (respiração ruidosa decorrente do turbilhonamento de ar em uma via aérea estreitada), que pode piorar com choro e agitação ou na posição supina e melhora quando a criança fica em repouso ou faz uma hiperextensão cervical.

 

Pode haver outros sintomas associados, como engasgos, cansaço ao mamar e dificuldade de ganho de peso. Os sintomas geralmente aparecem entre a primeira e segunda semana de vida e melhoram entre 8 a 12 meses.

 

O diagnóstico é realizado por meio da nasofibrolaringoscopia flexível, que pode ser realizado no consultório do otorrinolaringologista.

 

O tratamento vai depender diretamente da intensidade dos sintomas e das comorbidades existentes.

 

Laringomalácia é diferente de Traqueomalácia, como o próprio nome já diz, o primeiro acomete a laringe enquanto o segundo acomete a traquéia.  Pode ocorrer de ser uma Laringotraqueomalácia, mas isto é raro. Como também o paciente pode ter apenas Traqueomalácia sem acometimento da laringe.

 

O mais usual é a Laringomalácia.

 

 

 

Artigos e destaques relacionados

AVELINO, M. A. G.; OLIVEIRA, C. G. ; BERQUO, L. S. A. P. . Lesão congênita rara como causa atípica de estridor neonatal:relato de caso de Teratoma Congênito de Orofaringe (Ephignathus)causando manifestação tardia de obstrução de via aérea.. REV. RESIDÊNCIA PEDIÁTRICA, 2020.

AVELINO, M. A. G.; Fujita ; Pignatari ; LIRIANO, R. Y. G. ; Weckx . O tratamento da laringomalácia : experiência em 22 casos. In: 37 Congresso Brasileiro de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cervico Facial, 2004, Fortaleza. O tratamento da laringomalácia : experiência em 22 casos (AOL068), 2004.

PRADELLA-HALLINAN, M. ; AVELINO, M. A. G. ; Moreira ; Weckx ; TUFIK, S. . P360 The relevancy of polysomnography in infants with laryngomalacia. In: 8th World Congress of Sleep Apnea, 2006, Montreal. The relevancy of polysomnography in infants with laryngomalacia, 2006. v. 7. p. S70-S71

AVELINO, M. A. G.; CHEIKH, M. R. E. ; CHEDIAK, M. N. ; BARBOSA, J. M. . EStridor na infância : relato de caso. In: 43 Congresso Brasileiro de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cervico Facial, 2013, São Paulo. Anais do 43 Congresso Brasileiro de Otorrinolaringologia, 2013. v. 79. p. 98-99.

C C C ; João Batista Ferreira ; Araújo F,G,M. ; AVELINO, M. A. G. . Linfangioma cístico retrofaríngeo. Manifestação com SAHOS associada a laringomalácia.. Revista Brasileira de Cirurgia da Cabeça e Pescoço (Impresso), v. 38, p. 272-273, 2009. 33. Pign

AVELINO, M. A. G.; Fujita ; Pignatari ; Weckx . O tratamento da laringomalácia: experiência em 22 casos. Revista Brasileira de Otorrinolaringologia (Impresso), v. 71, n.3, p. 330-334, 2005. Citações:5|11

Notícias

Mais Notícias

Fale Conosco

Entre em contato através do formulário, telefone ou e-mail para eventuais dúvidas.

 

E-mail: secretaria@melissaavelino.com.br Tel: (62) 3983-8039 / (62) 98179-2349

 

Estamos à disposição!








    CENTRO CLÍNICO HOSPITAL DA CRIANÇA
    Rua 107 Qd. F-32 Lt. 37 Setor Sul CEP 74.085-060 - Goiânia - GO
    secretaria@melissaavelino.com.br
    (62) 3983-8039 / (62) 98179-2349

    © Copyright 2021 - Dra Melissa - Todos os direitos reservados

    Política de privacidade